Bancada Sulista

Bancada Sulista

NOTÍCIAS

MTur e Governo do Rio discutem estratégia conjunta de divulgação

Tamanho da letra A+ A-
Ministro Marcelo Álvaro Antônio foi recebido pelo governador do RJ, Wilson Witzel, e o secretário de Turismo do Estado, Otávio Leite

Em sua primeira visita oficial a uma Unidade da Federação desde que assumiu o cargo, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, se reuniu nesta quarta-feira (09), no Rio de Janeiro, com o governador Wilson Witzel e o secretário de Estado de Turismo, Otávio Leite.

O encontro, realizado no Palácio Guanabara, teve como objetivo iniciar o desenvolvimento de uma estratégia conjunta entre o governo do Estado, o Ministério do Turismo e a Embratur para a divulgação do Rio no exterior.

O ministro informou que a conversa abordou melhorias na área de segurança pública e manifestou otimismo quanto à promoção internacional do estado e do Brasil. “Foi uma primeira visita, conversando com o governador e o secretário, para falar sobre turismo em geral, não só no Rio como no Brasil.

E, obviamente, tratamos de um tema fundamental e que impacta diretamente o setor, que é a segurança pública. O carro-chefe do governador é a segurança e, consequentemente, a redução da criminalidade, o que será fundamental nessa estratégia de promoção”, declarou Marcelo Álvaro.

O turismo é uma das áreas com iniciativas prioritárias de curto e médio prazo estabelecidas pelo governador para os primeiros 100 e 180 dias de governo, com o objetivo de aumentar o número de visitantes brasileiros e estrangeiros no estado. Wilson Witzel destacou o grande potencial do Rio de receber mais visitantes. “O turismo do Rio é o nosso novo petróleo, o estado tem potencial para receber um milhão de visitantes por mês. Temos o desafio de fomentar essa atividade e mostrar ao Brasil e ao mundo que o Rio não é só samba e Carnaval, que são grandes atrativos, mas há também muitos locais no estado de grande interesse para os viajantes”, declarou.

Sugestão 

O ministro defende propostas para melhoria da segurança pública a partir de ações sociais, culturais e urbanísticas. O objetivo é aliar a repressão policial à instalação de equipamentos públicos em benefício de populações menos favorecidas, como bibliotecas, colégios e avanços em mobilidade. Marcelo Álvaro Antônio ressalta que experiências do tipo foram bem-sucedidas em Bogotá e Medellín, na Colômbia, tidas anteriormente como capitais da violência, e apoia a reprodução do modelo.

Nesta terça-feira (08), durante reunião ministerial em Brasília, o ministro do Turismo sugeriu ao colega da Justiça, Sérgio Moro, que a estratégia seja aplicada contra a crise na segurança pública do Ceará. Segundo Marcelo Álvaro, a ideia é fazer a população perceber a presença do Estado e, a partir disso, resgatar a liberdade de ir e vir do cidadão e do visitante. A experiência colombiana no enfrentamento à violência promove a integração entre policiamento, projetos sociais e medidas de reordenamento urbano.

Artur Hugen, com André Martins/Edição: Vanessa Sampaio/Foto: Carlos Magno/Divulgação Governo do Rio

Hoje é o Dia Mundial do Artesão

20 de Março, 2019 às 11:14