Bancada Sulista

Bancada Sulista

NOTÍCIAS

Fórum Parlamentar recebe setor produtivo de Santa Catarina

Tamanho da letra A+ A-
Congressistas catarinenses recebem empresários em Brasilia( foto: Sergio Amaral )

(Brasília-DF, 08/10/2015) O Fórum Parlamentar Catarinense recebeu nessa quinta-feira, 8, representantes do setor produtivo do estado. O café da manhã promovido pelo Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (Cofem) teve como objetivo sensibilizar deputados e senadores para os pleitos do grupo. A preocupação se divide entre o futuro do Sistema S (Sesi e Senac), a regulamentação do trabalho terceirizado no Brasil, o aumento da carga tributária, a questão da produção de energia e de infraestrutura logística.

O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Glauco José Côrte, defendeu a aprovação pelo Senado do projeto de lei que regulamenta o trabalho terceirizado (PL 4330) para enfrentar a crescente onda de desemprego. Ele também afirmou que depois que o governo recuou da ideia de tirar 30% dos recursos do sistema S (Sesi e Senac entre outros) as federações se uniram pra tentar ajudar a recuperar a economia nacional.

“Nesse momento todas as federações estão discutindo com o governo alternativas de contribuição, o que que nós podemos fazer no ano que vem para ajudar em relação ao equilíbrio das contas públicas”, explicou Côrte.

CPMF

A rejeição a qualquer tipo de aumento de impostos é unânime entre as federações que compõem o Cofem. “Nós somos contra qualquer tipo de aumento da carga tributária. Ela já ronda os 40% e tanto a sociedade como os empresários não têm como mais suportar qualquer percentual de aumento de impostos”, defendeu o presidente da Federação do Comércio de Santa Catarina, Bruno Breithaupt.

Atualmente, o governo tentar emplacar no Congresso Nacional a volta da CPMF a Contribuição Provisória sobre movimentação financeira, com alíquota de 0,2% para tentar equilibrar as contas da Previdência Social. Mas de acordo com o coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense, deputado federal Mauro Mariani (PMDB-SC) a medida antipopular não deve ter grande adesão entre os parlamentares. “Da minha parte nem pensar. Eu entendo que a grande maioria da bancada de Santa Catarina já se posicionou e vai assim proceder no plenário contrário à criação de qualquer outro tipo de imposto”, disse.

STJ

A reunião também serviu para o Fórum Parlamentar Catarinense receber o pedido de apoio à indicação do presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, desembargador Nelson Schaefer Martins, para ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O magistrado faz parte da lista tríplice entregue à presidente Dilma Rousseff, que vai decidir quem será o nomeado para a vaga.

Também participaram da reunião o senador Paulo Bauer(PSDB) e os deputados federais Carmem Zanotto (PPS), Edinho Bez (PMDB), Ronaldo Benedet (PMDB), Marco Tebaldi (PSDB), Geovânia de Sá (PSDB), Esperidião Amin (PP), Jorginho Mello (PR) e Celso Maldaner (PMDB).

( da redação com edição de Genésio Araújo Jr)

 

 

30ª Festuris, uma janela que mostra o Brasil

12 de Novembro, 2018 às 09:30